container - hyperbanner

1

Notícias

BNDES poderá captar ao menos US$1,5 bi no exterior em 2018, diz Rabello de Castro

BNDES começará a atuar como dealer do BC, intermediando as transações em mercado do BC

Da Redação ([email protected] )

Foto: Agência O Globo

O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, afirmou

nessa quarta-feira que o banco se prepara internamente para ganhar

musculatura e poder fazer uma captação externa de ao menos 5 bilhões

reais no ano que vem, o equivalente a cerca de 1,5 bilhão de dólares.

Segundo o executivo, o caixa do banco de fomento para 2017 está bem equacionado e o banco mira agora nos próximos anos.

"Não

temos pressa por estamos confortáveis com o caixa, mas para 2018

certamente. Vai depender da oportunidade, mas começa em 5 bilhões (de

reais)”,disse ele a jornalistas após participar da abertura do Enaex, um

encontro de comércio exterior no Rio de Janeiro

"O

dinheiro mais barato hoje no mundo está fora do Brasil. Para captar

preciso apenas arrumar um pouco mais a visibilidade internacional do

banco", acrescentou.

A decisão do Banco Central de

credenciar o BNDES como dealer para as suas operações no mercado aberto,

anunciada na terça-feira, também deverá favorecer as captações do

próprio banco com spreads menores, disse Rabello de Castro.

“Para

nós foi satisfação atuar como dealer, o que reforça a posição como

entidade financeira que nos próximos meses e anos deve estar mais

atuante no mercado de renda fixa e na renda variável para estimular o

mercado de capitais”, disse ele.

O BNDES começará a

atuar como dealer do BC, intermediando as transações em mercado do BC

com títulos públicos em operações compromissadas, a partir do dia 10 de

agosto. Esta é a primeira vez que o banco de fomento é convidado para

fazer parte do grupo seleto de 10 bancos e duas corretoras. A cada seis

meses, o BC atualiza a lista de dealers.

(Por Agência O Globo)


(cópia 1)