container - hyperbanner

1

Notícias

Ministros britânicos concordam com necessidade de impedir uso de armas químicas na Síria

May se reuniu com seus ministros para discutir um ataque que ocorreu em Douma, na Síria, no sábado, e que, de acordo com os ministros, "é altamente provável" que tenha sido responsabilidade do presidente da Síria, Bashar al-Assad.

Da Redação ([email protected] )

A primeira-ministra britânica, Theresa May, deve continuar a trabalhar com Estados Unidos e França para impedir o uso de armas químicas pelo governo sírio, disseram ministros nesta quinta-feira.

May se reuniu com seus ministros para discutir um ataque que ocorreu em Douma, na Síria, no sábado, e que, de acordo com os ministros, "é altamente provável" que tenha sido responsabilidade do presidente da Síria, Bashar al-Assad.

"O gabinete concordou com a necessidade de tomar medidas para aliviar o sofrimento humanitário e impedir o uso de armas químicas pelo regime de Assad", disse o gabinete de May em um comunicado.

"O gabinete concordou que a primeira-ministra deve continuar a trabalhar com aliados nos Estados Unidos e na França para coordenar uma resposta internacional", acrescentou o comunicado.

Agência O Globo 

(cópia 1)

Outbrain