container - hyperbanner

1

Notícias

Parte do comércio não abre e escolas estão fechadas no São Gonçalo

Ônibus voltaram a circular nesta quarta e policiamento continua reforçado no bairro

- Atualizada em

O comércio continua parcialmente fechado, poucas pessoas circulam nas ruas e as escolas públicas não abriram nesta quarta-feira (11), no bairro do São Gonçalo, em Salvador, onde bandidos decretaram toque de recolher no início da manhã de terça-feira (10). O policiamento continua reforçado e os ônibus voltaram a circular hoje no bairro.

No final de linha, escolas permaneceram fechadas. "Agora só segunda.Alguns pais ainda estiveram aqui, mas não há professores e nem a direção. Todo mundo com medo", disse o vigilante do Colégio Estadual Alberto Valença. Não teve também aula na Escola Municipal Emílio Celestino Costa. "Infelizmente, mesmo com algumas viaturas, ainda sentimos um pouco de medo", disse uma mãe de um dos alunos.

O corpo dele foi enterrado nesta quarta, no Cemitério Bosque da Paz. O policiamento no reduto de Açúcar, em São Gonçalo, foi reforçado com efetivo da 23ª  CIMP (Tancredo Neves).

Açucar era o número dois da facção Bonde do Maluco (BDM) em Salvador, estava abaixo apenas de  Venicio Bacellar, conhecido como Fofão, preso em São Paulo e trazido ontem para Salvador.

Segundo a polícia, acusado de participar de roubos a bancos, homicídios e tráfico de drogas, Açúcar chegou em Salvador em um voo que saiu de São Paulo e foi recebido pelo comparsa Aloízio Ribeiro da Silva, que respondia por tráfico de drogas em Simões Filho e o aguardava em um veículo Ágile branco.

Segundo a assessoria de comunicação do Departamento de Polícia Técnica (DPT) , o corpo de Aloisio foi liberado para o Cemitério Quinta dos Lázaros. Ainda de acordo com a polícia, ao passarem pelo bambuzal, na única via de entrada e saída para carros do terminal, os dois reagiram a uma operação policial montada para prender Açúcar.

CORREIO


(cópia 1)