container - hyperbanner

1

Notícias

PF combate esquema de lavagem de dinheiro em SP envolvendo operadores presos na Lava Jato

A investigação revelou também que o esquema beneficiou um funcionário público argentino, envolvendo operadores financeiros que foram posteriormente presos no âmbito da Lava Jato

Da Redação ([email protected] )

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira operação para

desarticular esquema de lavagem de dinheiro envolvendo operadores

financeiros presos pela Lava Jato e empresa concessionária de serviços

de limpeza no município de São Paulo, informou a PF em comunicado.

A

chamada Operação Descarte, realizada em conjunto com a Receita Federal,

cumpre 15 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo,

Santos, Paulínia, Belo Horizonte e Lamim (MG).

Como parte do

esquema investigado pela operação, empresas participantes simulavam a

venda de mercadorias a clientes, que pagavam por produtos inexistentes. A

quantia recebida era então desviada para empresas de fechada, e a maior

cliente identificada pela investigação foi uma empresa concessionária

de serviços públicos de limpeza no município de São Paulo.

A

empresa "se valeu dos serviços ilícitos dessa rede profissionalizada de

lavagem de dinheiro, tendo simulado a aquisição de detergentes, sacos

de lixo, uniformes etc., entre os anos de 2012 e 2017", informou a PF,

acrescentando que isso resultou no repasse de mais de 120 milhões de

reais a terceiros.

A investigação revelou também que o esquema

beneficiou um funcionário público argentino, envolvendo operadores

financeiros que foram posteriormente presos no âmbito da Lava Jato.

Agência O Globo


(cópia 1)

Outbrain